No Brasil, a questão da moradia exige o investimento em novas estratégias e a reestruturação da política habitacional. Elas precisam ser mais viáveis, eficientes e apresentar soluções concretas. E isso de modo urgente.

Logo, para conter os impactos desse problema, os gestores públicos precisam seguir as tendências do mercado. Ou seja, adotar inovações tecnológicas que possam tornar a administração mais eficaz e gerar resultados mais promissores.

Se você atua nesse campo e gostaria de entender como a tecnologia pode otimizar os processos inerentes à política habitacional na gestão pública, este artigo é para você! Veja a seguir como explorar os recursos disponíveis e tornar o seu trabalho muito mais dinâmico e produtivo! 

O que torna a gestão da política habitacional tão complexa?

Como reflexo da rápida industrialização brasileira desde a década de 1970, o crescimento desordenado das cidades ainda continua sendo um dos maiores desafios para a gestão pública.

Nesse período, as cidades atraíram um enorme contingente populacional, mas a ausência de políticas habitacionais adequadas resultou na ocupação de regiões ilegais e de áreas urbanas sem nenhuma infraestrutura.

Ainda que esse quadro tenha apresentado alguma melhora, os programas do Governo voltados para a habitação ainda têm se mostrado ineficazes para reverter, de fato, essa problemática.

Questões estruturais básicas atreladas aos desafios de ordem social, econômica e cultural alimentam essa lacuna, tornando a situação cada vez mais preocupante.

Como a maior parte da população habita nas zonas urbanas, é necessário buscar novas propostas e direcionar a política habitacional em favor da sustentabilidade ambiental e do interesse da coletividade.

Porém, como essa problemática foi se construindo ao longo de décadas, para haver mudanças, exige-se uma postura diferenciada da gestão pública. Mais do que isso: a adoção de novas medidas que representem, de fato, alguma possibilidade de reduzir os impactos dessa questão.

Como a tecnologia pode otimizar a gestão habitacional pública?

Com o uso de um software bem elaborado e especificamente voltado para a gestão de negócios na esfera pública, é possível dinamizar os serviços dessa área.

Um dos primeiros aspectos é facilitar as tarefas de rotina, principalmente aquelas consideradas base de programas habitacionais, como o cadastramento das famílias interessadas.

Um sistema pode tornar o processo de inscrição muito mais prático, eficiente e simples, possibilitando economia de tempo e recursos públicos para deslocamento do efetivo responsável pela assistência aos interessados.

Ou seja, a gestão pública pode mesclar as tarefas entre trabalho convencional e digital. Assim, é possível tornar as atividades mais dinâmicas, aumentar a produtividade e assegurar resultados bem mais rápidos.

Qual é a solução apresentada pela Digix?

Permitir que uma maior parcela da população seja impactada positivamente pelas políticas da gestão habitacional é, sem dúvida, um grande avanço. Logo, a adequação à tecnologia possibilita administrar, com mais qualidade, cada uma das fases desse importante trabalho.

O sistema Habix, da Digix, tem funcionalidades para administrar todas as etapas dos processos dos programas habitacionais. Ele pode ser utilizado desde a inscrição do beneficiário, até a etapa final do acompanhamento dos contratos.

Por isso, além de facilitar o trabalho dos servidores envolvidos nesse processo, o software garante mais agilidade, segurança nas operações e transparência aos beneficiários do Programa.

Listamos algumas etapas que podem ser otimizadas com o uso do Habix. Veja quais são:

  • reduz a demanda por atendimento presencial, já que disponibiliza a inscrição das famílias interessadas pela WEB;
  • promove integridade, transparência e assertividade no processo de seleção dos contemplados, de acordo com os critérios e prioridades definidos em lei;
  • garante confiabilidade tecnológica por meio de um sistema moderno e eficaz;
  • mais flexibilidade na avaliação e gestão de contratos;

Por que a gestão pública deveria adotar o software?

Como vimos, a gestão pública de programas habitacionais pode ser aperfeiçoada com o investimento em tecnologia. Entre as funcionalidades do Habix, podemos destacar o Módulo de Inscrição Online.

Essa ferramenta foi elaborada para facilitar o cadastramento e armazenamento de dados dos candidatos nos programas de moraria popular da Agência de Habitação Popular do Mato Grosso (AGEHAB).

Assim, esse recurso mostrou-se fundamental na tomada de decisão por disponibilizar essas informações de forma visual, eficiente e organizada. Além disso, todos esses dados estão sempre à disposição dos servidores públicos.

Isso torna o Habix uma ferramenta eficiente para inovar e modernizar a gestão pública

 

O Habix proporciona alguma vantagem para a população?

Com certeza! Afinal, a população pode pode se inscrever diretamente pelo sistema, sem a necessidade de se deslocar até um posto de atendimento presencial. 

Para facilitar esse processo, é disponibilizado o acesso pela página externa do sistema. Isso permite à população o acompanhamento mais preciso da evolução das propostas. Além do mais, ainda confere mais segurança e credibilidade a todos os procedimentos.

Listamos mais algumas vantagens que a utilização do Habix assegura à população. Observe:

  • oferta de formulários de inscrição específicos para pessoas com dificuldade visual;
  • possibilidade de acompanhar a validade da inscrição pela internet;
  • eliminação do custo com deslocamento até os postos de atendimento;
  • disponibilidade de dados e informações para atualização.

Percebe-se, por fim, que é preciso buscar medidas que minimizem os impactos da exclusão social inerentes às questões habitacionais. 

Nesse sentido, o investimento em soluções como o Habix possibilita a administração de entraves que dificultam a gestão da política habitacional e viabiliza soluções mais acertadas para gerar resultados muito mais satisfatórios.

Agora é com você: entre em contato com a Digix e conheças nossas soluções em Tecnologia!